Parceria com a Autoridade Ambiental - Vantagens para o Gestor

Número: 
3163
Código do trabalho: 
T13_0598_3163
Resumo: 
A Microeconomia se relaciona com o meio ambiente na ligação entre a viabilidade de projetos e a regulamentação ambiental. Existe um sentimento de que a lei é um conjunto de itens burocráticos, cujo cumprimento afeta negativamente a factibilidade de projetos e obras. Essa atitude reflete, antes de tudo, um desconhecimento da lei, que é, de modo geral, lógica e coerente. Tal desconhecimento faz com que gestores ignorem a possibilidade de negociar com a autoridade ambiental. Essas negociações costumam gerar resultados dentro das exigências do aparato legal e que garantem viabilidade técnica e econômica aos empreendimentos. Caso típico de ausência de negociação é o de um homem público que ignorou a lei ambiental e gastou com advogados mais do que o valor que teria despendido para se adequar às regulamentações pertinentes. O gestor, portanto, deve conhecer a lei e encarar a autoridade ambiental como parceira.
Abstract: 
Microeconomics relates to environment as project feasibilities are connected to environmental laws and regulations. There is a pervasive feeling that such laws are sets of bureaucratic statements and determinations. Compliance, according to that view, will negatively impact project viabilities. Such attitude mostly reflects lack of knowledge on what environmental laws are all about. Particularly, project managers tend to ignore the possibility of negotiations with environmental authorities. Those negotiations more often than not lead to full compliance with the law and guarantee project feasibility and healthy profits to investors. A typical case of refusal to negotiate involves a politician who tried to ignore environmental regulations and ended up spending more money with attorneys than the expenses he would have to make things right. The manager, therefore, must know the law and consider the environmental authority as a partner.