Fatores determinantes da investibilidade brasileira: evidências empíricas às cidades selecionadas para o período de 2002-2010

Número: 
3410
Código do trabalho: 
T13_0596_3410
Resumo: 
Atualmente, os movimentos nos fluxos de investimento direto estrangeiro (IDE) são bastante complexos e estão ligados a uma série de fatores que rodeiam o ambiente competitivo em que as firmas atuam e às características econômicas dos locais acolhedores e remetentes, sendo objeto de estudo de várias pesquisas, tais como Amal, Seabra e Sugai (2007); Stefanovic (2008); Piteli (2009); Gentvilaité (2010); Figini e Görg (2011); Ramstetter (2011); Kim e Park (2012). Embora esses e outros estudos tenham identificado fatores que impactam na decisão do IDE, de uma empresa multinacional (EMN), os determinantes são geralmente aplicáveis apenas a contextos específicos, podendo mudar ao longo do tempo. Uma formulação teórica abrangente que ajuda a analisar os padrões de IDE, em diferentes regiões geográficas, provou ser ilusória. O principal objetivo deste estudo é contribuir para a análise dos determinantes do IDE, destacadamente em estimar, a partir de variáveis disponíveis e/ou sinalizadas pela literatura econômica os principais determinantes dos fluxos de IDE no conjunto das cidades brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Manaus, Curitiba, Recife, Porto Alegre e Belém), para o período 2002-2010. O modelo de regressão linear de efeito misto (Fitzmaurice, Laird Ware 2011) e o método de seleção de variáveis Stepwise (Efroymson, 1960) foram utilizados para identificar, entre as 135 variáveis independentes, aquelas que atuaram, de forma significativa, influenciando os valores da investibilidade. De acordo com os resultados das estimações ficou evidenciado que nesse período, no conjunto das cidades brasileiras analisadas, os principais fatores com maior poder de influenciar, positivamente, na decisão dos investidores externos quanto à alocação dos seus investimentos foram: receitas e despesas públicas, a existência de grandes empresas e a quantidade de recursos naturais.
Abstract: 
Currently, the movements in the direct investment flows (FDI) are quite complex and are linked to a number of factors that surround the competitive environment in which firms operate and economic characteristics of recipients and senders places, being an object of study of several researches, such as Amal, Seabra e Sugai (2007); Stefanovic (2008); Piteli (2009); Gentvilaité (2010); Figini e Görg (2011); Ramstetter (2011); Kim e Park (2012). Although these and other studies have identified factors that impact on the FDI's decision, of a multinational corporation (MC), the determinants are generally applicable only to specific contexts, and may change over time. A comprehensive theoretical formulation that helps to analyze the patterns of FDI, in different geographic regions, proved to be illusory. The main objective of this study is to contribute to the analysis of the determinants of FDI, notably in estimate, from variables available and or flagged by the economic literature the main determinants of FDI flows in the brazilian cities of Sao Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Manaus, Curitiba, Recife, Porto Alegre and Belem, in the period 2002-2010. The linear regression model of mixed-effect (Fitzmaurice, Laird Ware 2011) and the Stepwise variable selection method (Efroymson, 1960) were used to identify among the 135 independent variables those that acted significantly influencing the values of investibility, in the period 2002-2010, in the cities analyzed. According to the results of the estimates (and given the assumptions listed in the study) was evidenced that during this period, in Brazilian cities examined, the main factors with greater power to influence, positively, on the decision of foreign investors regarding the allocation of their investments were: the local budget revenue, the existence of large companies and the quantity of natural resources.