QUALIDADE NA INDÚSTRIA AERONÁUTICA: APLICAÇÃO DA FERRAMENTA FMEA EM UM SETOR DE MONTAGEM DE COMPONENTES DE MOTORES AERONÁUTICOS.

Número: 
XII CNEG & III INOVARSE 2016
Código do trabalho: 
T16_M_038
Resumo: 
A indústria aeronáutica é conhecida pela alta complexidade e pelos riscos à segurança associadas as suas atividades. Por este motivo, o controle de qualidade e a prevenção de falhas aplicados em todos os diferentes processos (sejam operacionais ou produtivos) devem ser robustos. O setor, em larga expansão, requer cada vez mais o domínio sobre todos os parâmetros que assegurem qualidade. Considera-se necessário para garantia de qualidade total que a implantação de um sistema de gestão de qualidade integrado seja capaz de difundir não somente as políticas, mas as ferramentas auxiliares na obtenção dos resultados esperados efetivamente para uma empresa manter-se competitiva. Especificamente na aviação não há espaço para falhas. Um erro pode ser fatal. Logo, espera-se que toda e qualquer oportunidade de falha seja antecipada e que medidas eficazes sejam tomadas para que um risco seja considerado aceitável. Uma das maneiras de se fazer este gerenciamento de risco é através da identificação prévia de uma possível falha. Esta análise pode ser feita com a utilização da ferramenta FMEA (Failure Modes and Effects Analysis). Com ela, é possível mapear um processo identificando riscos em potencial e tomar ações para elimina-los e, ou preveni-los.Desta forma, este artigo busca demonstrar como a presença do gerenciamento de riscos através da utilização do FMEA como uma importante forma de detecção de erros ocorre em uma empresa de manutenção de motores aeronáuticos integrando-se dentro de um sistema de gestão de qualidade.
Congresso: 
XII Congresso Nacional de Excelência em Gestão & III INOVARSE 2016