MENSURAÇÃO DO NÍVEL DE MATURIDADE DOS CONTROLES GERENCIAIS PELO MÉTODO DE COBIT: UM ESTUDO APLICADO AOS PRODUTORES RURAIS DO NORTE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Número: 
XII CNEG & III INOVARSE 2016
Código do trabalho: 
T16_206
Resumo: 
O cenário agrícola está sendo alavancado por controles gerenciais mais precisos, na busca por informações úteis para a tomada de decisão, principalmente para acompanhar as tendências do mercado financeiro e se aproximar das grandes commodities que incorporam as operações comerciais. O produtor rural brasileiro possui uma concorrência direta frente aos países capitalistas, desta forma, necessita de recursos para subsidiar seus controles nos negócios. No mercado agrícola, o Mato Grosso vem liderando a acirrada competição entre os estados brasileiros em termos de produtividade e área plantada, influenciando diretamente o PIB – Produto Interno Bruto brasileiro, mas é uma incógnita se estes resultados são gerenciados. Diante deste cenário, o objetivo principal deste trabalho é mensurar o nível de maturidade dos controles tecnológicos gerencial dos produtores da Região Norte do Estado de Mato Grosso, a fim de mensurar o nível de maturidade dos controles gerenciais aplicado aos sistemas de informação nessas propriedades. Para desenvolvimento desta pesquisa a metodologia necessária contemplou através de uma pesquisa qualitativa, subsidiado por um estudo de caso descritivo e bibliográfico, utilizando as quatro dimensões do Modelo de Maturidade de COBIT, sendo Processos, Conhecimento, Aplicação e Práticas Avançadas. Para a construção do saber, a pesquisa deve apresentar um nível de ordem favorecendo ao leitor e melhor entendimento da obra. Para se chegar nos resultados, foram tabulados os dados e realizadas diversas análises de auditoria em cada processo, atingindo o Nível de Maturidade desejado pelos objetivos do trabalho. Desta forma, concluísse que as pessoas juntamente com os documentos, também fazem parte do controle de gestão, isso implica dizer que pessoas que não usam computadores, também façam parte do sistema e, consequentemente, necessitem ser observadas e guiadas pelos processos de planejamento e análise de sistemas, para melhor aproveitamento dos recursos. Pode-se mensurar que esta região necessita de um robusto investimento nas linhas de conhecimento, processamentos e implantação dos controles gerenciais para melhor aproveitamento dos recursos disponíveis, garantindo melhores resultados econômicos para as entidades rurais no cenário agrícola mundial. Esta pesquisa poderá ser utilizada para garantir novos trabalhos, a fim de expandir os conceitos de controles gerenciais no agronegócio no Estado de Mato Grosso, permitindo evidenciar o quanto é importante refletir sobre uso dos controles de gestão nos processos da empresa rural, independentemente por porte da entidade.
Congresso: 
XII Congresso Nacional de Excelência em Gestão & III INOVARSE 2016