FUNDOS SETORIAIS: ANÁLISE DOS CRITÉRIOS DE ESCOLHA DE PROJETOS A PARTIR DE UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. ESTUDO DE CASO DO FUNDO SETORIAL DO AUDIOVISUAL

Número: 
XII CNEG & III INOVARSE 2016
Código do trabalho: 
T16_381
Resumo: 
Os Fundos Setoriais foram criados como fontes complementares de recursos para financiar o desenvolvimento de setores estratégicos para o País. Dado o custo de oportunidade do uso do recurso público, é desejável que sejam escolhidos os melhores projetos, nos diversos critérios estabelecidos. Desta forma, se faz necessária uma reflexão sobre os critérios que envolvem a escolha desses projetos, entendendo como eles podem ser organizados e categorizados. A partir de uma revisão bibliográfica realizada na Base Scopus, este artigo apresenta os principais critérios utilizados nas escolhas de projetos, a partir de cinco categorias propostas: Critérios Econômicos, Critérios Estratégicos, Critérios Sociais, Critérios Técnicos e Critérios de Riscos. Essa análise em termos de critérios, visa orientar a construção dos editais e chamadas públicas dos fundos setoriais, oferecendo um rol de critérios equilibrados e aderentes, que podem ser adaptados em função da natureza e da matéria do Fundo Setorial. Uma aplicação prática da proposta foi feita a partir da chamada Pública do Fundo setorial do Audiovisual (FSA). A conclusão do estudo é que em termos de critérios para escolha de projetos, ainda são utilizados de forma mais expressiva os critérios voltados a análise econômica e de riscos do projeto. Esse resultado é ratificado após a análise comparativa com os critérios aplicados no FSA. A realidade leva a reflexão quanto a necessidade de revisão desses critérios para que haja um equilíbrio maior nas escolhas, considerando critérios estratégicos e sociais, pertinentes e necessários a projetos que empregam recursos públicos.
Congresso: 
XII Congresso Nacional de Excelência em Gestão & III INOVARSE 2016