ESTÃO DO TRÁFEGO RODOVIÁRIO DE CARGAS: O CASO DA AVENIDA BEZERRA DE MENEZES, EM FORTALEZA (CE).

Número: 
XII CNEG & III INOVARSE 2016
Código do trabalho: 
T16_380
Resumo: 
A pesquisa foi desenvolvida com o objetivo analisar o grau de adequação das soluções vigentes para a gestão do tráfego de cargas na Avenida Bezerra de Menezes, de acordo com a percepção dos comerciantes locais. Visando uma análise válida e coerente, o estudo tem como referência o modelo científico do autor Caixeta Filho (2010), o qual afirma não existir um problema e tampouco uma solução. O que existe, são estratégias adequadas a cada cidade com o seu contexto socioeconômico, político e histórico que caracteriza casos particulares. Assim, três áreas são categorizadas por conter tópicos relacionados a cargas urbanas: desenvolvimento econômico, desempenho do transporte de cargas e minimização de impactos adversos e externalidades negativas. A abordagem do problema foi aplicada mediante estudo de campo em um logradouro de Fortaleza, acima citado. O estudo foi descritivo, quantitativo e faz um levantamento das percepções de empreendedores locais quanto à adequação das soluções implantadas e vigentes naquele logradouro, visando esclarecer conceitos e ideias aplicadas no cotidiano. O estudo tem como procedimento técnico o embasamento teórico, documental e estudo de caso. Através dos dados levantados, verificou-se que as soluções vigentes são pouco adequadas, o que dificulta à atividade econômica dos comerciantes e transportadores que atuam na região.
Congresso: 
XII Congresso Nacional de Excelência em Gestão & III INOVARSE 2016
Área: