A IMPORTÂNCIA DE UMA INTERVENÇÃO MULTIDISCIPLINAR PARA GESTANTES NO PERÍODO PRÉ-NATAL ACOMPANHADAS POR UNIDADES PÚBLICAS DE SAÚDE

Número: 
IX Cogresso Nacional de excelência em Gestão 2013
Código do trabalho: 
T13_ 0687_3522
Resumo: 
Este artigo trata-se da qualidade da assistência obstétrica e nesta se destaca o enfoque multiprofissional como uma forma de trabalho coletivo a ser construído. O objetivo deste estudo é revisar a questão da qualidade assistencial em obstetrícia, numa perspectiva multiprofissional. Para a discussão do assunto, utilizam-se os conceitos de qualidade, assistência obstétrica e multiprofissional. Estas foram definidas como fundamentais para o estudo das relações e das condições de trabalho dos profissionais – quanto à sua natureza e sua qualificação como aspectos fundamentais para a garantia do direito de cidadania às mulheres na assistência obstétrica (TYRELL, 2003). Foi realizado por meio de pesquisas em fontes bibliográficas, onde se podem analisar as idéias e documentos de vários autores e por pesquisa qualitativa com o depoimento de 5 (cinco) gestantes acompanhadas pela equipe multidisciplinar do Hospital e Clinica da Mãe em Mesquita. A Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde (MS) têm proposto mudanças na assistência, incluindo o resgate ao parto natural e dando estímulo ao profissional para atuar na assistência à gestação e parto, principalmente, para aquelas que são atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), então conclui-se que a assistência obstétrica não deve se resumir em consultas com o médico, mas deve ser amparada por todos os profissionais de saúde especialistas no tratamento das alterações anatomofisiológicas e mudanças apresentadas pela gestante, para que esta possa ter uma gestação saudável e de qualidade (MENEZES, M.G.B.; DIAS, D.F. S, 2012).
Congresso: 
IX Congresso Nacional de Excelência em Gestão 2013