AVALIAÇÃO DE MODELOS DE NEGÓCIO PARA PRODUÇÃO DE BIOTANOL DE SEGUNDA GERAÇÃO EM ESCALA COMERCIAL

Número: 
XII CNEG & III INOVARSE 2016
Código do trabalho: 
T16_014
Resumo: 
Em um mundo em que as economias possuem expressiva dependência do petróleo - principal insumo da matriz energética global - as matérias-primas renováveis, baseadas em tecnologias mais limpas, ganham importância na pesquisa de um novo paradigma para a indústria de biocombustíveis, com vistas à competitividade. Para atingir a produção em escala comercial de bioetanol de segunda geração, através do aproveitamento da palha e do bagaço da cana-de-açúcar, duas empresas brasileiras, GranBio e Raízen, se utilizam de modelos de negócio com vistas a viabilizar a aplicação de estratégias tecnológicas, nas diversas fases de produção, de forma a alcançarem suas respectivas metas de produtividade. Neste trabalho, serão analisados indicadores de parâmetros relativos aos modelos de negócio destas empresas para a produção de bioetanol de segunda geração, a saber: capacidade de absorver inovações, proposta de valor e potencial para incrementar o domínio tecnológico da empresa. Através de análise comparativa destes indicadores, será verificado o grau de excelência do modelo de negócio de cada empresa, considerando as tecnologias por elas utilizadas.
Congresso: 
XII Congresso Nacional de Excelência em Gestão & III INOVARSE 2016