EFEITOS COLATERAIS NA CONSERVAÇÃO: O CASO DO CONSÓRCIO PÚBLICO DA REGIÃO CAPARAÓ

Número: 
XII CNEG & III INOVARSE 2016
Código do trabalho: 
T16_009
Resumo: 
O Consórcio Público intermunicipal aprimorou-se como ferramenta de gestão macropolítica para além de um simples instrumento de prestação de serviço. Este trabalho analisa a Microrregião de Gestão Administrativa formada por onze Municípios capixabas de pequeno porte que tiveram a realidade regional alterada por meio dos trabalhos e incentivos do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da Região Caparaó que, por sua vez, constituiu-se por meio de uma política ambiental no entorno do Parque Nacional do Caparaó, com o objetivo de promover uma afirmação identitária regional. O trabalho destaca as alterações nos Índices de Desenvolvimento Humano locais, o aporte da marca “Caparaó” nas atividades de comércio, as políticas associadas à Agenda 21, o incremento do turismo e a participação crescente no conselho gestor do Parque Nacional.
Congresso: 
XII Congresso Nacional de Excelência em Gestão & III INOVARSE 2016