GESTÃO DE PORTOS BRASILEIROS E DO BRICS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA SOBRE SUA LOGÍSTICA

Código do trabalho: 
T_15_333
Resumo: 
Os portos brasileiros apresentam diversos problemas de ordem logística causados pela falta de investimento e de inovação. Assim se produz diversos gargalos no processo de movimentação das mercadorias e essa ineficiência causa grandes perdas financeiras, tanto para as empresas quanto para a economia brasileira, considerando que é inegável a importância do transporte marítimo no Brasil, um país que possui 8,5 mil quilômetros de costa navegáveis. Diversos programas voltados para a melhoria da infraestrutura e da logística portuária foram criados nos últimos anos, que visam adequar os portos brasileiros ao aumento da movimentação de cargas e à expectativa de crescimento contínuo das exportações brasileiras. Os problemas não são exclusividade dos portos brasileiros, pois também são encontrados, em maior ou menor escala, nos portos mais importantes dos países integrantes dos BRICS. Este artigo tem como objetivo analisar os principais problemas encontrados nos portos brasileiros, com foco no principal porto do Brasil, o Porto de Santos, e compará-lo com os principais portos dos outros países integrantes do BRICS, por meio de pesquisa bibliográfica e documental. Cabe destacar que a grande heterogeneidade constatada entre a eficiência e estrutura portuárias nos portos brasileiros e os dos demais países do BRICS revela que as soluções encontradas e implantadas até o momento não foram suficientes para permitir que o país se equipare em competitividade no setor, daí a necessidade de maior enfoque e investimento na procura de novas soluções.
Área: