Projeto de Redução de Gases do Efeito Estufa (GEE) no Semiárido: Um Bom Negócio!

Código do trabalho: 
T11_0357_1930
Resumo: 
A região semiárida brasileira é uma das mais atingidas pelas mudanças climáticas e um dos agravantes dessa situação é a questão do desmatamento na caatinga, principalmente em decorrência da extração de madeira para utilização da lenha em fornos da indústria ceramista local. Diante dessa preocupação, surge a seguinte questão de pesquisa: como empresas, inseridas na região semiárida, podem amenizar a degradação ambiental e as mudanças climáticas no Brasil? Para respondê-la, utilizou-se um estudo de caso do projeto de Redução de Emissão de Gases do Efeito Estufa (GEE), apresentado no mercado voluntário de carbono, pela Cerâmica Gomes de Matos (CGM), uma empresa localizada no Crato-Ce, região semiárida nordestina. Neste projeto a empresa substituiu a lenha (extraída da caatinga e do manejo florestal) por biomassa (restos de madeira depositados no lixão do Crato-Ce, bem como restos de plantações como bagaço de cana-de-açúcar, casca de coco, bambu e pó de serraria) como combustível dos seus fornos. Os dados para esse estudo foram obtidos através do site da consultoria elaboradora do projeto e de entrevista junto ao responsável pelo setor de ambiental da empresa. Conclui-se que existe uma redução efetiva na emissão de GEE, que o projeto contribui para o desenvolvimento sustentável com ações de capacitação e maior controle de resíduos, mas as questões econômicas como redução de custos com energia e matéria-prima e as receitas extras provenientes dos créditos de carbono são os grandes motivadores para a adoção desses projetos em regiões semiáridas.
Abstract: 
The semiarid region of Brazil is one of the most affected by climate changes, which is worsened by the deforestation of the 'caatinga', mainly due to wood extraction for firewood use by local ceramic companies. Considering the situation, the following question arises: are there any means by which companies located in semiarid region could lessen the environmental degradation and climate changes in Brazil? To answer this question, this essay used a case study of the Project of Reduction of Greenhouse Gas Emission, presented in the voluntary carbon market by Gomes de Matos Ceramics (CGM), a company located in Crato-Ce, in Brazil's semiarid northeastern region. In this project, the company replaced the wood (taken from the 'caatinga' and from forest management) with biomass (wood waste deposited at the landfill of Crato-Ce, as well as remnants of crops such as sugarcane bagasse, coconut shell, bamboo and powder mill) as fuel for its furnaces. The data for this study were obtained through the website of the consulting company which designed the project, as well as from interviews with the employee in charge of the company's environmental area. By the results, we conclude that there is an actual reduction in greenhouse gas emission,that the project contributes to sustainable development with training activities and greater waste control, but economic issues such as the costs' reduction with energy and raw material and the extra profits from carbon credits are the big motivators for implementing these projects in semiarid regions.