A FAMILIARIDADE DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS COM AS MODERNAS TÉCNICAS DE ENSINO

Código do trabalho: 
T14_0022
Resumo: 
Este trabalho teve por objetivo avaliar a familiaridade dos docentes dos cursos de Ciências Contábeis da cidade do Rio de Janeiro com as técnicas progressistas de aprendizagem, conforme a classificação de Christensen, Garvin e Sweet (1991). Para tanto, primeiramente tornou-se necessário desenvolver um referencial teórico que estabelecesse uma distinção entre as metodologias tradicionais e as metodologias progressistas de ensino. Optou-se pela classificação de Christensen, Garvin e Sweet (1991), que definiu métodos tradicionais, como aqueles centralizados na figura do docente, e métodos progressistas, aqueles centralizados na figura do discente. A pesquisa foi realizada utilizando dados levantados através de questionário. Tais dados foram processados utilizando ferramenta estátistica com base em análise de frequência e comparação de médias. Ficou constatado que em sua maioria os docentes de Ciências Contábeis da cidade do Rio de Janeiro que faziam parte da amostra não aplicam ou não estão familiarizados com as técnicas progressistas de ensino. Os principais motivos residem na ausência ou deficiência de formação pedagógica, desconhecimento das técnicas e ambiente inadequado. A principal contribuição do trabalho é proporcionar à comunidade acadêmica de Contabilidade, no Brasil, uma reflexão acerca da eficiência das técnicas de ensino atualmente utilizadas frente às necessidades oriundas das tranformações que a carreira contábil vem sofrendo.