EXTERNALIDADES DA EDUCAÇÃO NO BRASIL: Entre o Público e o Privado

Número: 
2978
Código do trabalho: 
T12_0473_2978
Resumo: 
É difícil abordarmos, de forma holística, todos os processos de externalidade oriundos do sistema educacional. Porém, torna-se inquestionável, através de uma vasta literatura, que o processo existe, ou seja, educação influencia positivamente a vida de qualquer comunidade humana no planeta. Moretti (2004) argumenta que níveis mais altos de educação estão associados a altas taxas de produtividade, não só de quem a adquiriu, mas de seus companheiros de trabalho. Os processos de participação ativa na construção da cidadania estão correlacionados com níveis de instrução (Dee, 2004; Milligan, Moretti e Oreopoulos, 2004). Níveis mais elevados em educação estão associados a uma menor incidência criminal e corruptiva (Lochner e Moretti, 2004). A democratização ao acesso a educação estão associados à maior salubridade da população, que por sua vez está correlacionada à menor custo em assistência média e social por parte do Estado (Currie e Moretti, 2003). Níveis mais altos de educação para os pais refletem, necessariamente, maior índice de educação para os filhos. Todas essas constatações e outras que não abordamos no momento, resultam em salários mais altos com, retornos públicos e privados assegurados. O investimento em capital humano torna-se imprescindível para o crescimento econômico de qualquer Estado. Mesmo considerando que a educação não é um bem puro ela é considerada, por especialistas, o mais poderoso ativo de transferência de renda para população de baixa renda. Investimento esse que pode favorecer o Estado no tocante ao estoque de capital humano e social, bem como 'lubrificar' os movimentos de deslocamento no nicho social da população.
Abstract: 
It is difficult we approach, holistically, all processes from the external of the educational system. However, it is unquestionable by a wide literature exists to the process, ie, positively influences the education of any human community life on earth. Moretti (2004) argues that higher levels of education are associated with high rates of productivity, not just whom acquired, but his fellow workers. The processes of active participation in the construction of citizenship are correlated with educational attainment (Dee, 2004; Milligan, Moretti and Oreopoulos, 2004). Higher levels of education are associated with less crime and corrupting (Lochner and Moretti, 2004). The democratization of access to education are associated with greater health of the population, which in turn is correlated with lower cost in social and medical assistance from the state (Currie and Moretti, 2003). Higher levels of education for parents necessarily reflect a higher rate of education for their children. All these and other findings have not addressed in time, result in higher wages with public and private returns secured. Investment in human capital becomes essential for economic growth of any state. Even though education is not a pure and it is considered by experts, the most powerful asset transfer programs for low-income population. Investment that can favor the State in relation to the stock of human and social capital, and 'lubricate' the movements of dislocation in the social niche of the population.